Vrel, precursor de Vermeer

A redescoberta de um artista enigmático

Jacobus Vrel, Vrouw op een stoel, met een kind achter het raam, na 1656. Parijs, Fondation Custodia, Collectie Frits Lugt

16 de fevereiro a 29 de maio de 2023

Quase toda a gente conhece os interiores calmos de Johannes Vermeer e aquela ruazinha que ele pintou, mas poucos sabem que o artista Jacobus Vrel (ativo c. 1640-1660) já produzia cenas deste tipo antes de a tinta estar seca na primeira obra-prima de Vermeer. A Mauritshuis partilha a história deste misterioso pintor em Vrel – Forerunner of Vermeer (Vrel – Percursor de Vermeer).

A exposição conta a história de como Vrel foi redescoberto no século XIX e início do século XX através de uma seleção das suas melhores obras. Duas extraordinárias pinturas do famoso Kunsthistorisches Museum de Viena estarão patentes em Den Haag. Uma é Mulher junto à janela (1654), o único trabalho datado de Vrel.

Precursor de Vermeer

Johannes Vermeer e Jacobus Vrel retratavam os mesmos temas, bem como partilhavam as mesmas iniciais: JV. Durante muito tempo, algumas obras de Vrel foram de facto atribuídas a Johannes Vermeer. Houve casos em que assinaturas completas de Jacobus Vrel foram transformadas em assinaturas forjadas de Vermeer. Duas obras em exposição – Cena de rua com Padaria junto à Câmara, provavelmente Waterstraat em Zwolle do Hamburger Kunsthalle e Mulher junto à janela acenando a uma criança, agora parte de uma coleção privada – foram adquiridas em 1888 como ‘Vermeers’.

Jacobus Vrel, Vrouw op een stoel, met een kind achter het raam, na 1656. Parijs, Fondation Custodia, Collectie Frits Lugt

Marca comercial

Uma característica distintiva de trabalho de Vrel é a forma como assinava as suas obras. Podia ser considerada como a sua ‘marca comercial’ pessoal, sob a forma de um pedaço de papel branco no chão, que surge em várias pinturas. Vrel assinava neste pedaço de papel. As pesquisas revelaram que utilizava várias versões do seu nome, incluindo ‘J V’, ‘J Vrel’, ‘Jacobus Vreelle’ e ‘Jaco / büs / frell’, sugerindo a ortografia germânica do seu nome que poderia ter vivido junta da fronteira germânica em alguma altura.

Handtekeningenvrel (1)
Variações sobre assinaturas Jacobus Vrel

Estudo internacional

Para descobrir mais sobre este misterioso pintor, um projeto de pesquisa internacional foi desenvolvido envolvendo três museus: o Alte Pinakothek, Bayerische Staatsgemäldesammlungen em Munique; Fondation Custodia, Frits Lugt Collection em Paris e a Mauritshuis. Os três museus encomendaram uma análise dendrocronológica (estudo dos anéis das árvores para datação da madeira) de vários quadros. As descobertas do estudo sugerem que Vrel pintava bem antes de 1654, antes dos mestres de Delft, Johannes Vermeer e Pieter de Hooch.

Infraroodreflectografie uitgevoerd  met behulp van de Vasari-scanner, onderzoek van: Jacobus Vrel, Straatje met een bakkerij bij een stadsmuur, vermoedelijk de Waterstraat in  Zwolle, na 1646.