Informatie

Alle informatie pagina resultaten

Collectie

Alle collectie resultaten
Verouderde browser

We zien dat je een verouderde browser hebt. Het kan zijn dat deze site daardoor niet goed weergegeven wordt. We adviseren je om je browser te updaten, indien mogelijk, naar de laatste versie.

Sluiten

Exibições

O Mauritshuis é o lar dos melhores quadros holandeses da Era de Ouro. A coleção compacta e reconhecida mundialmente localiza-se em um prédio do século XVIII no coração da Haia. Obras primas, como Moça com o Brinco de Pérola de Vermeer, A Lição de Anatomia do Dr. Tulp de Rembrandt, O Pintassilgo de Fabritius e O Touro de Potter estão em exibição permanente nas salas privadas do museu deste monumento do século XVII.


Johannes Vermeer, detalhe da Vista de Delft, c. 1660 - 1661

Sozinho com Vermeer – "O quadro mais bonito do mundo"

 

26 de setembro de 2020 - 3 de janeiro de 2021– Existe uma tela da rica coleção da Mauritshuis, que inclui os favoritos dos vistantes como Moça com brinco de pérola, O Touro, Lição de Anatomia do Dr. Tulp, com a qual muitos visitantes da Mauritshuis construíram uma ligação especial: Vista de Delft. O reputado romancista francês Marcel Proust visitou a Mauritshuis em 1902 e ficou profundamente impressionado com a obra-prima de Vermeer. Muitos anos depois, escreveu em uma carta: "No momento em que vi a Vista de Delft no museu em Haia, soube que tinha visto o quadro mais bonito do mundo". Esta exposição é constituída apenas pela Vista de Delft. Durante um horário pré-reservado, os visitantes têm a oportunidade - sozinhos ou em grupos muito pequenos - de viver em silêncio o efeito que esta obra de arte muito especial desperta. Está sendo criada uma experiência de visualização especial para o apoiar: design subtil, iluminação perfeita e nenhuns sons exteriores ou distrações. Sozinho com Vermeer. Para muitos, essa apresentação oferece a oportunidade de (re)descobrir sua pintura favorita, com a qual poderão já ter uma forte ligação, em um ambiente único.

Jan Brueghel, o Jovem, Alegoria do Olfato Jan Brueghel, o Jovem, Alegoria do Olfato, c. 1630. Coleção privada

Efémeros – Odores a cores

 

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2021 - domingo, 6 de junho de 2021 –Uma exposição sobre a representação dos odores na arte do século XVII?. O odor delicado das flores e perfumes, o cheiro nauseabundo dos canais e o cheiro desagradável dos odores corporais, o odor e o bem-estar, os novos aromas das terras distantes (especiarias, tabaco, café e chá), os cheiros desparecidos dos campos de branqueamento, velhos ofícios e muito mais. Será possível capturar os odores da vida do século XVII? Como são os odores (e aromas) retratados? Qual o significado que as pessoas associavam aos odores? E quais as conotações aromáticas que os trabalhos artísticos tiveram? Nesta exposição, a Mauritshuis vai efetuar uma pesquisa histórica olfativa. Perto da obra, serão preparados vários odores históricos para trazer as telas da exposição à vida.

A menina aponta para a Menina com brinco de pérola de Johannes Vermeer, c. 1665

Olá, Vermeer!

 

10 de julho de 2021 – 05 de setembro de 2021 -A partir do dia 10 de julho de 2021, a exposição interativa para famílias Olá, Vermeer! pode ser apreciada na Mauritshuis. As famílias com crianças dos 3 aos 11 anos podem conhecer Vermeer através de várias atividades no museu. Durante o verão de 2019, as famílias tiveram a oportunidade de conhecer Rembrandt na exposição interativa para famílias Olá, Rembrandt! Agora, as crianças podem seguir os passos de outro grande mestre holandês: Johannes Vermeer. Em conjunto, as famílias irão aprender mais sobre Vermeer. Que tinta usou em seus quadros? Como jogava com a luz? Como suas pinturas continuam a inspirar pessoas em todo o mundo? Várias atividades divertidas e workshops criativos permitirão que as crianças conheçam realmente este artista do século XVII. A entrada é gratuita para visitantes com idade igual ou menor a 18 anos.

Conservação na MauritshuisDetalhe da tela de Frans Hals, Retrato de Aletta Olycan, 1625, durante o restauro.

Facelifts e makeovers

 

quinta-feira, 7 de outubro de 2021 - domingo, 9 de janeiro de 2022 - Muito poucas pessoas sabem que existe um estúdio de conservação no sótão da Mauritshuis. Uma equipe de conservadores internos trabalha aí, dedicando seu tempo à conservação, restauro e investigação, garantindo que a coleção permanece nas melhores condições. Em 2021 fará 25 anos desde que o estúdio foi instalado no sótão. Em Facelifts e makeovers serão revelados os mais intrigantes restauros dos últimos vinte anos, incluindo telas de Rembrandt, Vermeer, Hals, Steen e Rubens, assim como de alguns artistas menos conhecidos como Cornelis de Heem e Jacob Ochtervelt. O restauro de telas centenárias apela à imaginação. O que envolve? O que podemos aprender com os tratamentos de conservação? Qual o aspecto das telas ‘antes’ e ‘depois’? E quais são as descobertas mais surpreendentes?

Blijf op de hoogte